domingo, 23 de Outubro de 2011

A Lei de Hubble e a Expansão do Universo - Edwin Hubble | 1929


A confirmação da expansão do universo, decorrente da teoria da gravitação de Albert Einstein (1879 - 1955), deve-se principalmente ao astrónomo americano Edwin Hubble (1889-1953). Num artigo publicado em 1929, Hubble representou esta ideia espantosa através de um gráfico de uma simplicidade desarmante. 

Em ordenadas indicava as velocidades, em km/s, de várias fontes luminosas (estrelas ou agrupamentos de estrelas em diferentes galáxias) e, em abcissas, a distância, em parsecs, a que se encontram da Terra. 

A relação de proporcionalidade directa entre velocidade e distância – a famosa lei de Hubble – mostra que, quanto mais afastadas as fontes se encontram da Terra, mais depressa se afastam dela. Assim, no decurso do tempo, as dimensões do universo aumentam. 

No gráfico, a linha recta a cheio e os pontos negros resultam de estrelas individuais, enquanto a linha a tracejado e os pontos brancos decorrem de agrupamentos de estrelas.

Sem comentários:

Enviar um comentário